câncer-colorretal

Prevenção de câncer colorretal: conheça o método mais barato

A prevenção do câncer colorretal (CCR) é indicada a partir dos 50 anos de idade ou de acordo com o histórico familiar, e o método mais comum para tal é a colonoscopia

Porém muitos pacientes acabam evitando-a por ser um exame mais caro e que exige tempo, preparo e sedação.

É nesse contexto que surge um método alternativo: a pesquisa de sangue oculto nas fezes, que pode ser realizada anualmente. 

Na prática, esse exame funcionará como uma espécie de triagem: ele indica quem realmente precisa fazer a colonoscopia, facilitando muito a vida do paciente.

Pesquisa de sangue oculto nas fezes: o que é

A pesquisa de sangue oculto nas fezes é um exame laboratorial simples, de baixo custo e não invasivo. Ele é feito com o objetivo de detectar pequenas quantidades de sangue nas fezes que não sejam visíveis ao olho nu. 

Dentro dessa pesquisa ocorrem os testes imunológicos, que consistem no uso de anticorpos contra a hemoglobina humana. São exames modernos e sensíveis, que detectam quantidades mínimas de sangue e com a vantagem de detectar apenas a fração globina da hemoglobina humana, diminuindo o risco de falso positivo. 

Quando que a colonoscopia é obrigatória

Se o sangramento é visível e relatado pelo paciente não é necessária a realização do exame de fezes, mas sim a realização de um exame de imagem: anuscopia, retossigmoidoscopia ou colonoscopia. A avaliação do médico vai definir qual a melhor opção para o caso.

Da mesma forma, quando a pesquisa de sangue nas fezes é positiva, é mandatória a realização de colonoscopia para investigação. 

Quando que a pesquisa de sangue oculto nas fezes não é necessária

Os pacientes não precisam fazer a pesquisa de sangue oculto nas fezes quando já fizeram a colonoscopia recentemente, posto que ela é um exame de imagem completo e superior para a prevenção de câncer colorretal e diagnóstico das doenças do intestino. 

A pesquisa deu positiva, e estou com sangue nas fezes. Estou com câncer?

Não necessariamente. É importante ressaltar que o resultado positivo não significa que o paciente está com câncer, mas que é um indicativo de sangramento e que deve ser esclarecido mediante outros exames e acompanhamento médico.

2 comentários em “Prevenção de câncer colorretal: conheça o método mais barato”

    1. Oi Maria!

      A sugestão de Dr. Frederico é que você procure um proctologista para descobrir o que está acontecendo, ok?

      Obrigado pela participação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *